Notícias


10 pontos para avaliar na indústria de calcário em tempos difíceis


Diante do cenário envolvendo o novo coronavírus, a Abracal faz recomendações sobre medidas que o empresário deve tomar diante dos impactos nos negócios.

Conteúdos da internet, como o site Gestão 4.0, e práticas do cotidiano das empresas do setor geraram o material.

1 - Avalie a sua atual situação

O primeiro passo do empresário é avaliar qual a sua real situação atual. Reveja contratos de pagamento e recebimento.

No caso de recebimento, busque efetivar a receita contratada.

A questão é que todos estão no mesmo barco. Então, pense no fluxo de caixa e na retenção de clientes, ofertando, por exemplo, parcelamento, desconto para antecipação, serviços extras de baixo custo.

Nas despesas, fale com os fornecedores e renegocie prazos e valores. Considere itens que apresentam maior peso no fluxo de caixa, sem descartar que a soma de pequenas economias também é impactante.

2 - Como anda o meu setor

A experiência mostra ainda que há situações em que o governo anunciará, pela ordem, medidas gerais e práticas pontuais.

Daí é importante acompanhar, e participar, das entidades do seu segmento.

Das medidas que atinjam a economia como um todo, há várias em cogitação, como adiar tributos. Antes de decidir, ouça, pelo menos, seu advogado e o contabilista para ter uma visão geral.

3 - Otimismo, sem perder o realismo

Alimente a esperança, mas adote o modo sobrevivência. Trabalhe pensando no pior cenário, como possível queda, as vezes forte, das receitas ao longo dos próximos meses.

Planeje-se para cenários extremos. O conservador sofre menos.

4 - Monte um comitê de crise

Comitê de crise, war room... não importa o nome, envolva suas lideranças nas decisões. Uma ou duas reuniões diárias ajudam a definir caminhos ou ajustá-los. Veja quem vai tocar cada medida emergencial. Coloque prazos e meça os resultados.

Filmes mostram que, antes do "Dia D", chefes dos Aliados na Segunda Guerra Mundial se reuniam diariamente às 4 da manhã. Analisavam tudo, da logística até a meteorologia.

5 - Proteja seu caixa

Com quedas na receita, temos que baixar custos. Mas zera-los ameaça a sobrevivência do negócio.

A hora é de proteção do caixa, de definir um valor mínimo para a conta do banco.

Se possível, antecipe recebíveis usando taxas de mercado. Porém, busque trabalhar com instituições financeiras sólidas. Avalie fontes de recursos, sem atrelar esse dinheiro aos custos do cotidiano ou dividendos.

6 - Atue com o seu time

O pessoal espera de você medidas que sinalizem o caminho a seguir. Ou seja, liderança.

E seu time sempre é importante na estratégia!

Por isso, mesmo em home office, envolva o time. Mostre que, se necessário, salários, jornadas e benefícios serão renegociados.

Do outro lado, aja mostrando que a organização valoriza o time. Por exemplo, aqui na Abracal fizemos um roteiro de cuidados pessoais com o vírus que pode ser usado nessa comunicação – clique aqui.

7 - Cuidado com o "simples"

Tempos difíceis pedem medidas simples? Sim e não. Por exemplo, avalie eventuais demissões. No caso da CLT, os custos são elevados e imediatos.

Uma dica é olhar para os custos fixos. Despesas com locação, água, luz, telefonia e combustíveis podem ser revistas. Fornecedores de softwares e de peças de reposição para máquinas geralmente abrem espaço para negociações. Converse com eles.

8 - Hora do associativismo

Fique atento aos movimentos das entidades do setor. No caso do calcário agrícola, posicionamentos das instituições empresariais que representam o agronegócio e a mineração são os focos.

Lembre-se ainda que há ações por região. As entidades estaduais, como os sindicatos associados à Abracal, são importantes instrumentos para se informar, tirar dúvidas ou fazer sugestões.

9 - Vai voltar, e forte

Hoje vivemos dias difíceis. Porém, as viradas aparecerão. E a saída dos solavancos costuma ser seguida por altas expressivas, por exemplo, no consumo.

Organizações preparadas para a sobrevivência costumam se dar bem nessa retomada.

10 - Cuide de você

Faça exercícios físicos. Conviva com a família. Leia livros, ouça música. Alimente-se bem.

Informe-se, mas também se desconecte. Boas ideias surgem geralmente quando estamos em silêncio.


Data: 23/03/2020
Fonte: Assessoria de Imprensa - Abracal
Voltar


Rua 3, nº 1.896 - Centro
Rio Claro/SP - CEP: 13.500-162
Telefone (0xx19) 3524-3509
E-mail: abracal@terra.com.br